Estrelas do meu céu...

sábado, 17 de maio de 2014

Hoje eu só queria um abraço


Ao som de "Esconderijo", Sandy Leah

Hoje eu queria um abraço...
Um que fosse sem tempo ou lugar determinado;
Daqueles sem segundas ou outras intenções que não o encontro com outro abraço...

Um abraço que pudesse acalentar meu coração descompassado
Ou quem sabe confortar meu medo insensato (será?)
Talvez até um abraço que dissesse "não se preocupe, que estou com você"!

Mas abraços assim não se encontram nas esquinas
Ou sequer são vendidos nas mercearias...

Não!
Esse tipo de abraço deve ser ofertado...
Vir do fundo do coração - ou da boa intenção - de quem se dispõe a abraçar.

Pedir tiraria todo o sentido do encontro, ou mesmo o prazer da surpresa de um abraço bem dado.

Um abraço tem que ser conquistado!
Tem que ser dado como se se quisesse tocar os corações pelo lado de dentro
Enquanto se sente o calor e o toque do outro abraço que te envolve o corpo, como se fosse seu conhecido de longos anos...

E mesmo sabendo tudo isso, eu ainda queria um abraço...

(para esses dias frios e tristes... infelizmente ficará no sonho)

sábado, 8 de fevereiro de 2014

Vale a pena


Ao som de "Only Time", Enya

Quando te disserem "É fácil amar", ria da cara da pessoa porque amar requer renuncia, desprendimento, passar por cima das dores e irritações, doação constante, desapego e força de vontade em respeitar os defeitos do outro (e isso é sempre difícil de fazer). Mas quando te disserem "Vale a pena amar", esqueça todas as dificuldades anteriores, sorria pra pessoa e siga de mãos dadas com a paixão e o perdão.

(Vale a pena amar, mesmo nas dores...)

sábado, 1 de fevereiro de 2014

Barba branca


Ao som de "Preto Velho", Secos & Molhados

Era um fio...
     Pelo menos de onde reparei.
Um fio de simples representação de um passado que deixou marcas
     De tudo pelo que já passei, de tudo que já pensei, de tudo que esperei...

Era apenas um fio!
      Um significativo fio branco
A rememorar um mundo de cores e sabores
       A trazer de volta saudades e pesares que me tornam o que sou!

É um fio branco...
       Pelo menos até agora...

(mais fios virão, se Deus quiser)