Estrelas do meu céu...

terça-feira, 31 de julho de 2012

Pedido sentimental nº 1


Ao som de "Marry You", Bruno Mars

Casa comigo?

Porque, sem você em minha vida... 

                                                                                 não existiriam cores no mundo,

nem cheiros no ar,

                                         nem brilhos nos olhos,

           nem sons nos sorrisos,

                                                                                                         nem suspiros no amor!

Não existiria nada além de um grande vazio...

E então: casa comigo?

(aguardo resposta, rsrsrsrsrs)

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Momento "Você" - parte 1


Ao som de "Zero Gravity",  David Archuleta

Vi nascer o sol em seu sorriso, e
Imaginei sentir a vida mais leve e clara... será?!
Criei sonhos de amor e felicidade com certo medo de errar, mas
Transformando sensações em emoções mais fortes (amor!!!),
Orientei assim minha vida para estar na sua e, por ti,
Recriei sonhos de amor e felicidade.... agora sem fim!

Hoje entendo a grandeza desse sentimento não estranho!
Unjo-me de você, de corpo e alma, e
Guio meu coração no frenesi de uma paixão nova...
Original naquilo que vivemos, atemporal no tempo que a levamos...

Sou seu como jamais serei de ninguém.
Ouça a chuva de amor que fiz derramar sobre seu coração... ouviu?!
Ultrapassei a força simples da paixão para ser amor-puro
Senti meu mundo colorir seu rosto em todos os lugares, inclusive em meu coração!
Aprendi, contudo, a viver com a distancia de você, desejando que seja breve...

E, se posso pedir algo para você, não consigo penser em nada além de:

Segue comigo pela trilha do amor?!
Inventa um motivo de não me deixar nunca mais...
Leva contigo meu coração e muito mais?!
Viaja além do pensamento e me dá calor...
Abre em nós o felizes-para-sempre e vamos ser...

- continua... - 

(pra você gostar mais de mim)

terça-feira, 24 de julho de 2012

Underdog

"A pair of shoes 1887", Van Gogh

Ao som de "Loser like me", Glee

"Avesso" do mundo, "aberração", "de mau gosto", "preto, pobre, psicólogo e Espírita", "arrogante", "inteligente", "sensível", "bailarino" e tantas outras definições que me deram.
Estranho como foi fácil receber todas essas, como posso dizer... considerações ao longo da vida! Mais estranho ainda é perceber como as pessoas se definem ao tentar definir o outro (nem sempre)...
Contudo, fico triste pelo jeito que me descrevem; sou mais e muuuuuuuuito pior do que dizem e pensam e, analisando atentamente, sou ainda melhor do que acreditam e conseguem perceber.
Mas não reclamo! Por todas essas definições sei a que velocidade caminho no mundo. Por elas também, vejo que faço parte das minorias!
Engraçado... percebi que isso, na verdade, não me importa. Gosto de ser assim, exclusivo e único e que, na verdade, todos os que criticam gostariam de ser um pouco como eu ou, no mínimo, ter uma parte de mim em suas vidas.
Desculpe, mas é pra poucos!  ;-)

("You wanna be a loser like me")