Estrelas do meu céu...

terça-feira, 24 de julho de 2012

Underdog

"A pair of shoes 1887", Van Gogh

Ao som de "Loser like me", Glee

"Avesso" do mundo, "aberração", "de mau gosto", "preto, pobre, psicólogo e Espírita", "arrogante", "inteligente", "sensível", "bailarino" e tantas outras definições que me deram.
Estranho como foi fácil receber todas essas, como posso dizer... considerações ao longo da vida! Mais estranho ainda é perceber como as pessoas se definem ao tentar definir o outro (nem sempre)...
Contudo, fico triste pelo jeito que me descrevem; sou mais e muuuuuuuuito pior do que dizem e pensam e, analisando atentamente, sou ainda melhor do que acreditam e conseguem perceber.
Mas não reclamo! Por todas essas definições sei a que velocidade caminho no mundo. Por elas também, vejo que faço parte das minorias!
Engraçado... percebi que isso, na verdade, não me importa. Gosto de ser assim, exclusivo e único e que, na verdade, todos os que criticam gostariam de ser um pouco como eu ou, no mínimo, ter uma parte de mim em suas vidas.
Desculpe, mas é pra poucos!  ;-)

("You wanna be a loser like me")

2 comentários:

Pedacinhos de mim disse...

Há pessoas que julgam sem saber, que falam sem conhecer, que repudiam sem sentir. A humanidade é fraca, é inculta, não aceita o diferente, não respeita o igual, não ouve o outro. Gostei imenso de ler estas tuas palavras, já há muito tempo que aqui não passava. Um Abraço e acredita sempre em ti, não há ninguém nesta vida que conhece mais de ti do que tu próprio.

PauloSilva disse...

A verdadeira felicidade encontra-se quando somos capazes de nos amar e respeitar independentemente dos defeitos que possamos ter.
Um abraço.