Estrelas do meu céu...

sábado, 2 de outubro de 2010

Um abraço



Um momento, um envolvimento, um entrelaçamento, um desejo, uma conquista, uma variante, uma constante, uma vertente, uma congruente, uma verdade, um desafio, um pedido, um presente, um sentido, um sentimento, um afago, uma jóia, um tesouro, uma vida, uma permissão, um encontro...

A diversidade de significados
Cheios de significantes em si
São meros complementos para esse fênomeno
Em si completo, quando verdadeiro
Em si pleno, quando entregue dos dois lados!

Um abraço é uma ligação de corpos, mentes, corações... Espíritos,
Sem medo e sem preconceito
Uma entrega real de energias e sentimentos de afeto e virtude
É um momento único na vida,
Que sempre que se repete será único e efetivo para aqueles que vivenciam e se permitem viver

Um abraço é um gesto que não há espaço ou tempo...
Os corpos são unos, como se aqueles corações que se gostam ribombasse juntos
O calor os consome e o sorriso brota naturalmente
O gesto se diviniza pela eternidade...

Um abraço, pra mim, é aquilo que se dá e se delicia como se fosse o último momento da vida
E larga-o como se fosse o primeiro e fugaz instante da mesma, desejando e se permitindo sempre mais momentos assim...

(para todos que eu abraço e me abraçam, para os que desejam e não tem coragem ou não sabem abraçar)

4 comentários:

Julio Dario disse...

Muito bom o texto
tem momentos... que o abraço é o melhor dos consolos... e não precisa ter nenhuma palavra.. pois é a materialização de todo afeto.
Muito linda a poesia
adoreiii mesmo!
Definiu muito bem...
O abraço quando é verdadeiro... e repleto de sentimento mútuo é um lenitivo e um cadinho de luz que ilumina nossos pensamentos ;)
Abraços!

André Pádua disse...

É meu amigo, esse texto me lembrou de uma frase:
Eu preciso tanto de um carinho...

Abraços fraternais!!!

Caleidoscópio. disse...

Só quem vivenciou o encontro do abraço sabe descrevê-lo com tanta precisão. Lindo de se ler! Mais emocionante ainda imaginar-se nestas palavras.
É o singular e o plural... Abraço...

Paulinho Rola disse...

Eu preciso de um companheiro...