Estrelas do meu céu...

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Quando me faltam...



Quando as palavras me faltam
E as articulações se tornam confusas
E os arranjos se tornam nevoentos
E as imagens se tornam distorcidas...

Eu fico pensando no vento, que sem ter lugar certo no mundo
Vive tudo e para todos!

Quando os desejos me faltam
E as sensações se aquietam em meu peito
E os arrepios me abandonam ao devaneio
E as rimas se desprendem do seu contexto real...

Eu fico pensando no Sol, que tendo um lugar certo no universo
Se prende à sua órbita mas alcança o infinito!

Quando me falta a criatividade
E os rabiscos não se tornam arte
E as letras não travam mais um combate
E as observações se tornam monotonia...

Eu vejo o mar!


E, por ele, tudo me volta:
Palavras, articulações, arranjos e imagens...
Desejos, sensações, arrepios e rimas...
Criatividade, arte, letras e observações...

Ele traz de volta a vida,
Em rabiscos, medolia e uma certa nostalgia!

Um comentário:

Caleidoscópio. disse...

Gostei de tudo, principalmente das saídas que encontrou quando as palavras faltam: vento, sol, mar...
De emocionar!