Estrelas do meu céu...

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Indescritível



Sabe aqueles dias em que você acorda de um sonho tão bom que gostaria de permanecer nele e, ao levantar, sente que o dia está tão bom quanto o sonho? Pois é. Hoje pra mim é um desses dias. Acordei com uma sensação de prazer e alegria como poucas vezes sinto durante o ano...
É um prazer indescritível... meu corpo reage involuntária e incontrolavelmente e as sensações que tenho são exultantes: minha barriga esfria, o corpo se arrepia, sorrio o tempo todo por nada! Sinto que se conseguisse, alçaria vôo para o infinito azul, ultrapassando as barreiras atmosféricas e eu me perderia na imensidão, onde os sentidos seriam aguçados e me embutiria num mundo de alegria e prazer sem fim.
Em dias assim tudo parece possível... todos os desejos e fantasias, todas as possibilidades se abrem: ser um super herói, um grande artista, um super topmodel, o melhor cheff do mundo, o escritor mais premido, o executivo mais organizado e importante, o lider mais querido, o patrão mais amado, uma pessoa tão perfeita quanto o mundo possa querer independente do que faça... tudo fica azul, verde, vermelho, multicor! O mundo apresenta-se na sua forma mais bela e mesmo os momentos mais bizarros e tristes tem um ar de esperança!

Não é um mundo novo, mas uma nova visão... As pupilas enxergam além do sofrimento e da dor; apresentam um brilho intenso de vontade de ser e fazer o que poucas vezes se disponibiliza na seara da vida; percebo que o futuro sempre será consequência do agora e o agora depende de cada um. As crianças crescerão sobre a nossa égide firme dos adultos; os adolescentes se espelharão na nossa conduta inabalável no bem e na verdade dos mais velhos; conviveremos com alegria, fraternidade e fidelidade uns com os outros; envelheceremos com a certeza do dever cumprido.
Quando o corpo se arrepia sinto a presença da amizade! A morte não existe e os verdadeiros amigos, que se amarão pela eternidade, retornam do mais além pra deixar o abraço carinhoso da gratidão e o beijo consolador de despedida, com a certeza do reencontro breve (obrigado Fernando, meu amigo e irmão... também amo você!).
O sorriso mostra a alma, o brilho no olhar, a certeza de que viver é sempre a melhor escolha... Em dias assim o tempo não existe da mesma maneira que em dias comuns (desesperançosos, algumas vezes tristes, embaraçosos, difíceis...); o tempo parece mágico e a mágica está em sempre fazer com que a alegria e a paz perdurem cada instante mais.
Quem me dera conseguir manter constantemente essa sensação!


Nenhum comentário: