Estrelas do meu céu...

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Tô precisando tanto de um abraço...


Ao som de "I"ll stand by you", The Pretenders

Acordei sobressaltado. Corpo arrepiando, coração apertado, sensação de estar caindo, mesmo parado. Naturalmente achei que estivesse febril; na verdade deseja que fosse apenas febre. Mas nem febre e nem outra doença fisiológica conseguia explicar a angústica e a dor que brotavam pouco a pouco no meu íntimo.
Deitado em minha cama, as lágrimas rolavam irrefreavelmente de meus olhos para o travesseiro. Era um choro tão doloroso, daqueles que soluço e gemido fazem cortar o coração de quem ouve. Infelizmente ninguém ouvia...
Não sei quanto tempo fiquei assim deitado, estático, chorando, tremendo e angústiado, durante a madrugada, que seguia insensivel à minha dor. Sei que o balsâmico cansaço meu bateu e sem perceber eu adormeci. Foi um sono intranquilo e amargurado.
Estar consciente de que o outro dia chegou não trouxe o alívio que eu esperava. Tentei me concentrar num pensamento feliz e lembrei de "Castelo Ra-tim-bum", quando o professor Victor gritava Raios e Trovões para estravasar sua frustração. Pareceu aliviar um pouco me sentir liberando com tamanha força toda essa angústia.
Mas parece que a vida estava conspirando contra mim para acentuar minha dor! Quando abri a janela, o céu estava nublado. Mesmo que o céu refletisse meu estado de ânimo, eu queria uma nesga de sol para varrer tanta tristeza e solidão. Será que era isso o que estava sentindo?
Olhei para o meu quadro de "Jesus", que tenho sobre a cama. Aqueles olhos profundamente misericordiosos e meigos, convidativos à entrega de nossas dores, me fez chorar. Se Ele, em Espírito e verdade, não conseguisse, ninguém mais conseguiria... acredito fielmente que venha dele um "jugo suave e um fardo leve". Mais que nunca preciso disso!
Talvez eu não consiga entender o que essas palavras querem dizer em sua plenitude. Se elas significarem brigas familiares, decepções amorosas, problemas profissionais e nenhuma diminuição da angústia interior,  tudo no mesmo dia, então estou conseguindo seguir bem o Cristo (desculpe a possível ironia, mas tá doendo muito e sei que Jesus me perdoa). Mas acho que não seja isso, porque Ele nunca quer algo que nos machuque!
A única coisa que sei é que doi tanto agora e que, por hora, não estou conseguindo pedir nada que não um abraço, na tentativa de me sentir protegido por alguém, afagando meus cabelos e dizendo que tudo vai passar...

(Isso vai passar também... desejo ardentemente que sim)

2 comentários:

Lana disse...

Tudo vai passar meu Anjo! Sinta-se abraçado... Lindo texto!Bjs

Karla Thayse disse...

Sim, todos nós precisamos nos sentir envolvodos.

Um abraço beeeem carinhoso e demorado!

Fica com Deus.