Estrelas do meu céu...

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Por que?


Ao som de "Falling Down",  Avril Lavigne

Dor...
Sensação de que o chão rompeu abaixo de mim...
Dor...
Sensação de que estou rodando em um twister acelerado demais...
Dor...
Sensação de que vou afogar nas minhas próprias lágrimas...
Dor...
Sensação de que a história está se repetindo...
Dor...
Sensação de que não adianta tentar mais...
Dor...
Sensação de que não consigo continuar a caminhar...
Dor...
Certeza de que esse corte profundo vai cicatrizar, mas nunca me deixará esquecer...
Dor... muita dor...
Por que?
Dor... muita dor...
Devo ter feito por merecer...
Dor... mais do que dor... the death

(...)

4 comentários:

Anônimo disse...

Dor! Dor é uma sensação desagradável, que varia desde desconforto leve a excruciante, associada a um processo destrutivo atual ou potencial dos tecidos que se expressa através de uma reação orgânica e/ou emocional. (http://pt.wikipedia.org/wiki/Dor) Não deixe com que o processo destrutivo consuma o desejo de ser feliz.

Natalia Campos disse...

Espero que esta dor se despeça o mais rápido possível de você. Muito amor pra você.

Beijos.

Alexandre disse...

A dor é a ausência de morte. Se consagra quando a morte já não é mais dor, e plena em si, morte!
-----
adoro teu blog, dá vontade de ficar aqui..fuçando em tudo...pena que o tempo é curto...mas sempre que posso, cá estou.
Abraço e, obrigado pelas visitas tão carinhosas ao meu blog. Deixo um link de um vídeo que teu poema me fez lembrar.
http://www.youtube.com/watch?v=mhxK2IOywVE

Mónica Monteiro disse...

Ai dor, uma só dor, vários motivos e definições. Espero que essa dor já tenha passado..
Adoro o teu blog, sigo-te.
Beijinhos ^^