Estrelas do meu céu...

segunda-feira, 11 de março de 2013

Amor mendigo


Ao som de "Come what may", Moulin Rouge

Foi por 5 segundos, não mais que isso... o ônibus seguiu seu caminho, meus olhos não.
Detiveram-se no incomum de uma cena inusitada e bela, acontecida em um domingo qualquer, numa tarde qualquer, à sobra de um prédio qualquer, de uma rua qualquer, de um bairro sem destaque...

Foi por 5 segundos, não mais que isso... o ônibus virou uma esquina, meu coração não.
Ele ficou perdido naquele olhar sincero daquele mendigo efêmero para aquela mendiga efêmera, num momento efêmero, de situações efêmeras, sobre um colchão imundo...

Foi por 5 segundos, nem mais e nem menos... o ônibus se foi, eu-coração fiquei.
Percebi-me totalmente emaranhado no doce daquele gesto de carinho imorredouro, protetor, doador... de quem não precisa de nada na vida além da presença daquela mulher, incondicionalmente...

Nada além de 5 segundos e meu paradigma foi modificado por um "amor mendigo", que da pobreza material, sujeira corpórea e situação de miserabilidade, mostrou-me a riqueza existente no coração de quem ama de verdade!


(aos mendigos que vi num domingo qualquer - e nunca mais depois disso - mas que mudaram minha visão de mundo e de amor!!!)

3 comentários:

Luiz hick disse...

Por 5 segundos quando comecei a ler me veio a lembrança de um poema meu de um domingo em que vários mendigos me chamaram a atenção. Mas aqui o foco é o amor citado no olhar de um para outro, a este amor que convocou sua atenção para esse momento cósmico. Amei toda essa viajem, fiquei cá imaginando toda a cena.
Abração!

João Paulo Reis disse...

Esse foi de longe o texto mais tocante dentre todos os que já li no blog. ;) Parabéns.

Pedacinhos de mim disse...

Muitos parabéns por estas palavras tão sentidas.
Já sentia saudades de cá passar.

Forte Abraço