Estrelas do meu céu...

sábado, 24 de dezembro de 2011

Um outro natal


Ao som de "Deck the rooftop", Glee

"- Isso são horas de chegar mensagem?", penso um tanto irritado pela "Hello" que toca em meu celular evidenciando que uma mensagem acabava de chegar, às 6:15 da manhã.
Espreguiço longamente, relembro alguns fatos da noite finda, percebo o que se passa à minha volta e me alegro: é véspera de natal!!!
Mais do mesmo depois disso: mais espreguiço, oração, me arrumar, café da manhã, espreguiço, compras de última hora, mensagens para todos os conhecidos pelo celular, chocotone com leite, lembranças das pessoas que amo, lembrança das que eu queria que estivesse comigo nesse dia (uma em especial pela eternidade), correria... tudo como, para mim, deveria ser!
No almoço, muito barulho: família reunida é tudo igual, eu acho... risadas, falação alta e brincadeiras bobas!
Só para não perder o habito, a tarde entrei na net um pouco para desejar e receber os companheiros virtuais os desejos de felicidades nesse natal e tentar colocar em dia minhas séries favoritas.
Abraços e felicitações distribuídas pessoalmente aos melhores amigos (os que consegui ver, faltaram alguns infelizmente) e expectativa para a ceia à 00:00 horas.
Minhas irmã teve as "honras da casa" este ano e fez uma oração que me tocou muito! Agradeci a mesa farta, pedi consolo, força e perseverança para os que sofrem, imaginei Jesus menino nos braços de Maria, observada de perto por José, envolvidos na luz intensa de seus amores e evoluções inimagináveis e deixei algumas lágrimas descerem por meu rosto...
Depois, abraços na minha família, a "sagrada" que Deus me deu nesta vida, comer um pouco (não dá pra entrar em 2012 fora de forma, rs), atender algumas ligações inesperadas e esperadas que balançaram meu coração sentimental no dia e arrumar a cozinha (um dos meus presentes de natal para minha mãe, rsrs); acho que os pratos e vasilhames estão brotando... nunca vi tanto pra lavar!
Um bocejo diz do sono que chegou; meu sapato 43 colocado aos pés da árvore de natal diz que nesta noite, nesta data, sempre vou voltar a ser criança, esperando meu presente na manhã seguinte; meu coração acalentado por inúmeras pessoas de meu bem querer afirmam o quão grandioso é amar, mesmo à distância...

(mais um natal com vocês, meus leitores queridos... Feliz Natal a Todos!!!)

4 comentários:

PauloSilva disse...

Que ternura de texto, meu amigo. O mais importante, sem dúvida, no Natal é reunir a família e viver anos passados só que.. no sorriso do presente :) Um grande abraço.

Caleidoscópio (Danielle) disse...

Leio novamente e mais uma vez me emociono com suas palavras. Estava com saudade do deste espaço! Beijos, amigo!

Pedacinhos de mim disse...

Que bom foi ler estas tuas palavras, estas tuas lembranças de Natal, do teu Natal tão particular. Por momentos me revi no que escreveste, na família reunida, no almoço, no falar alto. Um abraço e espero que esteja tudo bem contigo amigo :)

R Linhares disse...

Que gostoso saber que eu não sou o único que curte tanto o Natal! Apesar de gostar de bancar 'O Grinch' sempre me rendo. Acabo chorando, perdoando, comendo demais e até acreditando mais nas pessoas.
Não sou um cristão fervoroso, mas o Natal me toca particularmente.
Esperar o presente debaixo da árvore e estar com a família que fala alto é essencial, né?! Nem sei o que farei quando começarem a faltar algumas pessoas.... Agora, lavar louça no Natal, isso eu NUNCA faço! hahaha Vc eh muito bonzinho! Gostei do texto.
Bjs