Estrelas do meu céu...

domingo, 5 de setembro de 2010

Jeito safado

 
Tem dias que eu acordo mais safado (e não me perguntem porque)... não é algo intencional, simplesmente acontece! E, por menos que eu pense, mais eu me percebo safado. E o mais engraçado é que tudo durante meu dia parece excitar esse meu lado incontrolável: uma olhada diferente que eu acho que me dão, uma frase que apenas eu entendo um outro sentido, serem um pouco mais gentis comigo, um toque mais intenso, um sorriso enviesado... tudo me sugere algo e tudo me impulsiona a fazer algo... mas eu me controlo! Como um heróis da mitologia ou os príncipes dos contos, eu resisto à esse mal e continuo o meu dia.
Mas, quem disse que tamanha força de vontade funciona? Os conhecidos e amigos próximos me olham ou conversam comigo e já vão falando: "nossa, você está com uma cara safada hoje!"; "que foi que você está mais safado hoje?"; "ai, Éverton, deixa de ser safado!" ... e eu juro que não fiz nada que pudesse suscitar esse pensamento neles... é algo espontâneo em mim nesses dias!
Há quem diga que eu sempre fui assim (e não duvido de todo dessas opinião, rsrsrs); afirmam ver nos meus lábios um sorriso sempre matreiro, safado por natureza, que sugere a travessura, a luxuria, o desejo, a entrega, o incontrolável, o inegavelmente delicioso e delituoso... gosto de me perceber assim às vezes: irresistível ou, pelo menos, tentador, como um caminho de pecados...
Eu tento fugir disso, de verdade, mas me aparecem cada vez mais tentações. Nesses momentos meu "eu safado" diz: "Vai, é só hoje... se desfralde, se permita... depois passa!"; meu "eu racional" diz: "Você vai se arrepender se fizer isso sem pensar melhor nas consequências...". E eu, quem vive, fica nesse maldito dilema entre fazer e não fazer, ter ou não dor na consciência...

(para um momento de indecisão...)

Um comentário: