Estrelas do meu céu...

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Quando um amor acontece

 
A vida trás surpresas incontáveis para os desligados de plantão. Uma outra oportunidade de emprego, uma balada muito divertida, grandes amizades, uma nova paixão! E como essas surpresas fazem bem... excitam, descontrolam, confundem, acalentam mente e coração...
Geralmente é assim que o amor acontece: primeiro na confusão de um encontro inesperado, depois na conquista passo a passo entre ambos, dos "ois", dos olhares trocados, dos momentos compartilhados de risos e frustrações. O mais legal é que o amor, no seu sentido real, não tem barreiras... acontece entre todas as idades, entre todas as religiões, em todas as etnias, com todas as pessoas, desde que elas se permitam...
Permitir-se amar e ser amado não é para qualquer um; requer um envolvimento e uma entrega acima do que se pode imaginar e, mesmo contra o preconceito, ele (o amor) sobrevive.
Os exemplos que nos aparecem diariamente são tão marcantes que me permito dividir com vocês, em singelos e despretensiosos versos, a vivência de amor de um amigo (com a permissão dele, claro).


Um dia a vida me brindou com o amor,
Sem saber que o amor me brindaria com a vida...
Uma vida se passou na espera desse amor,
Sem que o amor esquecesse na porta o tempo e a alegria...

Não sei se estava preparado, mas sei que me entreguei
Não sei se estava acostumado, mas sei que eu o amei (quando o vi, quando o pensei)
E desse amor surgiu um olhar, profundo e intenso em si mesmo
E desse olhar surgiu um sorriso, sincero e real  desde o começo.

Esse olhar se perdeu no tempo e não sei pra onde foi...
Esse sorriso se perdeu no vento e uma dúvida se formou...
Mas olhar e sorriso retornaram, em igual intensidade e desejo
Um raio de sol iluminou nossas vidas e nos entregamos num beijo!

E nesse mês que completamos juntos, onde a felicidade é inquestionável
Entrego-te por completo minha alma apaziguada
Pois que teu amor selou em mim uma dádiva bem-fadada
De corpo, sorriso, olhar, beijo e alma eternizada

E para finalizar, sem que seja piegas ou clichê
Digo que te amo, sem medo e sabendo porque
Pois que da vida que me trouxeste de volta
Dou-te ela por inteiro como presente e proposta...

(para homenagear meu amigo Douglas Klein e seu namorado Vinicius Moritz)

3 comentários:

Douglas Klein disse...

Amigo muito obrigado pela homenagem , eu amei.
Não tenho palavras para poder agradecer.
obrigadoooo mesmo
Beijãooo

vinicius disse...

lindo demaais!!
nao sei como expressar o que senti quando li..
Obrigado.

A disse...

Lindoooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo, emocionante!