Estrelas do meu céu...

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Vamos borboletar?



Pra variar, a Débora não poderia deixar de me brindar com mais uma de suas pérolas, que tenho sempre o prazer inenarrável de compartir com vocês. Desta vez, contudo, não teve relação nenhuma com a cozinha (pelo menos eu acho, a não ser que contemos o pão sovado que comemos antes do ocorrido que logo saberão...) e sim com algo que ambos amamos fazer: dançar.
Aos que não sabem, no festival que o Iluminar está fazendo, ela e eu dançaremos um pas de deux (passo a dois, em francês) geralmente uma dança romantica; mas a cena que seguirá será da mais profunda e intricada comédia.
Na sequencia inicial da coreografia, depois de um pequenino solo de abertura, minha querida bailarina deveria sair de um movimento onde estava de costas para mim e fazer uma corrida simples, demonstrando leveza até eu fazer uma "pegada" (sustentar a bailarina fora do chão, para os não entendedores de ballet). O que não esperavamos (pra variar, a Jú estava junto avaliando o ensaio e confeso que nem sei de onde a Déb tirou esse movimento) é que ela, a Débora, correria muito para o lado como se fosse uma borboleta e perceberia que eu estava em outro ponto do nosso local de ensaio (eu estava no centro, como sempre), esperando para a sustentação.
Ao perceber que tinha se afastado demais, Débora deu um pequeno salto alidado à exclamação "ah!" e continou correndo, fazendo uma pequena curva na sua trajetória inicial e chegando até mim. Infelizmente não consegui continuar, porque estava me acabando de rir dessa situação.
O espanto, o constrangimento e a vergonha da expressão da Débora para concertar o movimento ficará na minha memória para sempre, além do singelo nome que dei ao movimento: "borboletar"...
Finalizando, algumas novas considerações:

1 - Talvez a Débora não possa comer pão sovado; ele deve produzir alguma substancia que altera o pensamento e o comportamento dela;
2 - Talvez a Jú, pela sua presença, faça com que a Débora fique lesada por alguns momentos... já percebemos e constatamos outros fatos que podem comprovar essa hipótese;
3 - Talvez o melhor horário de ensaio para Débora não seja à noite... o sono, o cansaço ou as fases da lua podem alterar a personalidade da Débora e ela esquece o que mais gosta de fazer;
4 - Talvez a Débora gostaria de saber como é ser uma borboleta no horário errado para fazer isso;
5 - Não entendi até agora o por que do pulinho... aff!!!

Bem, espero que gostem assim como me diverti em postar! Eu gosto muito de você Déb, não deixe seus deslizes a afetarem mais do que já afetam!!! rsrsrsrsrsrsrs...

(se não for compreensível, eu explico para quem quiser! No lugar da Déb, eu falaria "Oops... a did it again", rsrsrsrsrs...)

2 comentários:

Karla Thayse disse...

Vim retribuir o carinho que você deixou no meu blog e acabei me encantando por aqui... Lindo ligar e lindas palavras.
Tenha uma semana iluminada!
Beeijo

Julio Dario disse...

Hehehehe....
ahhh... apesar de eu me sentir um pouco deslocado do mundo da dança
deu pra imaginar que foi muito engraçado mesmo
awheuahee
e é muito legal poder compartilhar com os amigos as coisas legais da vida =)
abraços =) =D
kkkkk