Estrelas do meu céu...

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Sentindo o coração bater

 
Quero saber quando foi que me perdi nesse olhar fascinante?
Nada do que minha razão exprime me convence realmente do porque...
E na tentativa de rememorar o momento exato de tal fascínio, mais me percebo entregue à ele...
Intenso, definido, meigo e real. Um olhar como nenhum outro que eu já tenha visto e, ainda assim, esperado a muito tempo...

Quero saber quando foi que me perdi nesses lábio sedutores?
Nada do que meu coração exprime me convence realmente do porque...
E, mesmo sem a sensação real desses lábios nos meus, percebo que a intensidade do desejo é mais forte que a força que acreditava possuir...

Quero saber quando foi que me perdi nesse sentimento?
Nada do que vivo e penso me convence realmente do porque...
E, ainda que razão, sentimento e vivência não comuniquem fortemente em mim o que seja necessário, eu quero, espero e desejo que se torne real (de ambas as partes).

E de todas as sensações que me consomem nesse momento
A dúvida, o desejo, o arrepio e o devaneio,
O arrependimento é o que mais me corrói,
Por deixar-te ir sem um toque carinho no rosto, um beijo de despedida ou um abraço caloroso
Dizer-te ao pé do ouvido da importância daquele momento e, talvez, selar um (re) começo de algo duradouro e bom...

(para você que sabe do que estou falando...)

3 comentários:

Isacar disse...

" (re)começo de algo duradouro e bom?

Anônimo disse...

Nossa amigo , palavras bem profundas hein ?
Está muito lindo *-*

A disse...

Perfeito!