Estrelas do meu céu...

terça-feira, 1 de junho de 2010

Rotina? Depende de quem vê!

Abro os olhos, faço uma prece ainda sonolenta e volto a dormir mais um pouco. Acordo assustado, com o remorso batendo à porta da consciência dizendo que eu devia ter levantado 15 minutos atrás... o dia vai ser cheio!
Arrumo a cama (ninguém deve ser obrigado a arrumar suas coisas por você), dizendo pra mim mesmo que vou comprar outro travesseiro (para acabar com a dor no pescoço) e outro conjunto de cama, para valorizar o meu quarto.
Olho ao redor e lembro que preciso terminar de guardar os livros que acabei de ler e retirar da estante os outros que ainda preciso ler (o que tenho certeza não será nenhum sacrifício), além de arrumar o quarto, guardar as roupas limpas, por as sujas pra lavar, reorganizar a agenda pro dia seguinte (a preguiça me obriga a passar algumas tarefas para o dia seguinte, de maneira que eu tenha um tempinho para ler durante a tarde).
Abro a janela do meu quarto e aprecio o tempo por alguns segundos (Bom dia, dia!, digo assim que avisto o céu anil ou as núvens cinzentas, ameaçando chover demais); escuto os pássaros, trinando, os carros passando, as pessoas conversando, o tempo se movendo segundo a segundo... estou atrasado!
Visto a primeira roupa que encontro na banqueta (ou no guardarroupa) e saio apressado; evito o espelho até ter jogado água suficiente no rosto e nos cabelos. Escovar os dentes se torna um misto de sons da escovação e de uma de minhas músicas preferidas que tento cantar em voz alta enquanto tenho espuma na boca (vira um momento "lambreca" muito divertido)... dou risadas de meu pequeno momento de loucura.
Ligo o PC assim que saio do banheiro, arrumo uma grande caneca de pingado (para os não mineiros é cáfe com leite) e coloco tudo o vejo pra comer: bolo, pão, pão de queijo (não pode faltar, claro), biscoito, mamão, melão... talvez isso explique porque não perco os dois quilos que engordei no mês passado, mesmo com tantos exercícios!
Conectado à web, vejo o que está acontecendo em Minas, no Brasil e no mundo e grande parte das notícias me deixa um tanto pra baixo (que triste visualizar certas atitudes que os humanos tomam!); mas as noticias agradáveis que vejo são realmente muito agradáveis e rebatem o "quê" de desesperança que ameaça me contaminar. Como não pode deixar de ser, entro no msn, blog, orkut, twitter, badoo, site da Sandy, dos Cavaleiros do Zodíaco e alguns outros sites que possam me interessar durante o dia (fora todos os sites espíritas confiáveis que conheço pra não deixar de lado a função de divulgador)... fico horas conectado, até que o estômago anuncia que é hora de abastecer o tanque!
Não me preocupo muito com o almoço durante a semana; o que tiver eu como! Faço um almoço rápido e mais leve, pois vou andar muito durante a tarde!
Nova escovação, nova música, mais lambreca (por que será que gosto tanto de fazer isso?). Organizo tudo o que vou levar na mochila (e lembro que prometi mês passado que iria comprar outra, porque esta está um lixo) e saio sob a benção da minha mãe. Tento serguir à risca a agenda: passar no correio, no banco, na banca de jornais, na boutique, no Boticário, atender todos os clientes nos horários agendados, tomar um copinho (ão) de sorvete, correr pro ballet (e chegar dez minutos atrasados)!
No ballet, treino, treino e mais treino;
pliés, relevés, passés, chassés, coupés, developpés, arabesques, cambrés e tudo quanto é posição e nome francês que a professora vai dizendo pra fazer no tempo da música (geralmente um piano bem rápido)! Depois que os músculos e cartilagens estão bem alongados e aquecidos, começa os ensaios da nova coreografia pro nacional!

" - Tá errado, voltem e comecem do começo."
" - Será que vocês desaprenderam de um dia pro outro? De novo!"
" - Que baguuuuuuunça! Volta."
" - Vaaaaaaai! Força!"

Horas e horas ensaio até que, ou nossas expressões de zumbis, ou nosso esforço continuo amolecem o coração da
teacher e ela nos libera para um merecido banho!
No caminho pra casa, como a fruta que deveria ter comido às 15:00 (
Ops! I did it again). Em casa, tenho 10 minutos de banho, arrumo na velocidade do som e corro pra casa espírita (melhor não deixar minha evolução espiritual de lado, certo?!)... tem muito o que fazer lá também! Mais algum tempo de trabalho e finalmente... descanso! Hora de ir REALMENTE pro "lar doce lar".
Na minha casa, um lanche leve, um pouco de tv e cama... uma oração de agradecimento, um sorriso divertido por receber uma resposta carinhosa do mais além e fecho os olhos, na certeza de que o outro dia será muito parecido com este (seja nesta ou na outra vida...)!
Este não é um relato de todos os dias (visto que as novidades sempre fazem parte do cotidiano humano), mas, é possível viver rotina desse jeito?

Nenhum comentário: